A casa branquinha…

A minha mana e sobrinha chegaram no Domingo, depois de uns dias que passaram a Sul. Perguntei á minha mana, como é que a menina se tinha portado,  – Portou-se bem, mas passou a semana toda a dizer que queria ir para casa, para a casa branquinha! – E de fato, a casa da minha mana é branquinha por fora e por dentro, e a minha sobrinha sai à tia, gosta de branco! Aliás ela sabe que é a minha cor favorita. Mas também sai à mãe, ao pai, aos avós todos nós gostamos muito de interiores brancos, E NÃO, as nossas casas não se parecem com hospitais, pelo contrário dão-nos liberdade para as decorarmos como quisermos. – E porque é que eu vos estou a dizer estas coisas?-, perguntam vocês, e perguntam muito bem! Isto tudo para vos contar o seguinte, ontem estive a ver season 2 de um programa que dá na Sic Mulher que se chama “Million Dollar Decorators”, como podem calcular o programa mostra o trabalho de alguns dos mais prestigiados decoradores da América, que cobram por uma simples mesa, o que eu não consigo cobrar pela decoração de uma casa inteira!!! Bom, mas adiante, um dos protagonistas da série é Martyn Laurence Bullard, e neste episódio em especial, mostrou-nos o seu projeto no apartamento de Nova York de Tamara Mellon,  a fundadora da Jimmy Choo (sim aquela marca de sapatos e acessórios para lá de linda), portanto já estão a ver que é coisinha pouca. Pois neste episódio o Martyn concluiu a casa da Tamarazinha, apresentando a sala de jantar e o quarto da filha. Mas para já concentremos-nos na sala de Jantar, ora atentem nas imagens e faleyte again!!

Não consigo expressar-vos por palavras o quanto detesto a combinação, preto e vermelho!!! Detesto! Mas não é por aí que o bicho pega, não é não senhor! Nem por esta mesa em mármore ter custado mais de 20.000 dólares, nem tão pouco pelos cortinados em vinil pretos que me fazem lembrar uma casa de Strip! É que neste mesmo episódio, depois de ter apresentado a casa à Tamarazinha (que nem sequer teve voto na matéria, mas que adorou, adorou), foi para casa mudar a decoração inteira da sua própria sala, também ela nestes tons pesados, porque estava saturado de tanta cor! Confesso que acho estranho que alguns decoradores encham as casas dos seus clientes de tons vibrantes, fortes, divertidos, mas depois nas suas próprias casas, é tudo branco, com leves apontamentos de cor.  Querem ver a sala dele agora?
Antes
DEPOIS

Eu não acho que tudo tenha que ser branco, nem cinza, a cor desempenha um papel fundamental na decoração de interiores, mas deve ser usada com parcimónia e muito cuidado, senão,  pobres de nós mortais, que não podemos mudar a decoração de 6 em 6 meses, corremos o risco de viver com uma parede vermelha, à volta da qual construímos a decoração de um espaço, para o resto das nossas vidas!!!! Mas que é que eu sei??? Eu sou só uma decoradorazita portuguesa, não tenho milhões, mas até uma miúda de 3 anos sabe  onde se sente bem, não seria de esperar que um decorador pudesse encaminhar o seu cliente na melhor direção, uma vez que confia nele o seu bem (material) mais precioso? Se calhar valia a pena pensar nisto! 
Qual é a vossa opinião, hum?
Beijinhos fiquem bem!

Se gostou partilhe com os seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

This Post Has 10 Comments

  1. Uau Angela onde 'e que eu assino??! Eu vi o programa e fiz exactamente o mesmo raciocinio e a mesma conclusao. Ate comentei ca em casa que na consigo perceber como 'e que o dito decorador ganhou um premio de melhor designer… mas 'e como tudo, gostos nao se discutem, nao ;e verdade?
    Beijinhos e boa semana que eu vou de ferias 🙂 🙂
    Teresa

  2. Ofelia Rocha

    Ai Ângela…não vi o programa mas Deus ma livre …isto é um pesadelo. Ainda bem que a cliente gostou!
    Quando adquiri casa própria mobilei-a com wengê (na altura gostava) e decorei com tons mais escuros. Hoje, fá-lo-ía de forma completamente diferente.
    Agora preciso de mais luz e vou fazendo algumas alterações com base no meu orçamento. Este verão, atuei no meu quarto. Substitui o papel de parede, os tapetes e umas almofadas e sem falta modéstias ficou muito bem.
    Vou devagarinho…
    Bjs

  3. Olá Ângela, eu não vi o episódio mas esta decoração é horrenda! Viva o branco! Um beijinho

  4. Minha cara Ofélia, muito obrigada por ter comentado o post, quero no entanto dizer-lhe o seguinte, o mobiliário em wengué, nada tem de mal, não acho que os móveis de uma casa tenham forçosamente que ser toooooodos brancos! O que acho é que a decoração, como paredes, cortinados, tapetes, etc… devem ser neutras, porque assim as mesmas não têm um prazo de validade curto, e adequam-se a qualquer cor, doseada, bem pensada, versátil. Beijinhos grandes e mais uma vez obrigada pelo comentário.

  5. Minha cara Anabela, que bom que comentou, e eu sei bem o quanto aprecia o branco! Um grande beijinho, para si para a sua família, espero que esteja tudo a correr bem!

  6. Não podia estar mais de acordo. Também sou uma seguidora dos episódios de"Million Dollar Decorators" e concluo que foi das piores decorações que já observei.
    Ficaria horrorizada se me premiassem com a decoração desta sala, mas alguns decoradores podem dar-se ao luxo de levar a extravagância ao extremo.
    Não me identifico com o estilo de decoração " à Americana", gosto de algo soft e que inspire tranquilidade.
    Posso afirmar que apesar da Ângela não pertencer ao " mundo dos Million Dollar Decorators" entregaria de olhos fechados a decoração de um espaço meu a si, o que não o faria a alguns decoradores da série, neste caso teria de os manter bem abertos.

    Um bom trabalho e felicidades

  7. Pipa T

    Também vi o episódio (e tenho gravado os outros) e também achei que a decoração era péssima. Além disso achei-o pouco profissional, parecia que nunca estava a par de nada do que se estava a passar. Mas se calhar os decoradores famosos são mesmo assim, têm os assistentes para fazerem essas coisas.

  8. Ofelia Rocha

    Sim Ângela, concordo.
    Mas o que fiz na altura foi colocar também um papel de parede e tapetes pretos. Agora substitui o papel de paredes por um com padrão branco e bege e também os tapetes e o resultou muito bem.
    Tudo branco (paredes, mobiliário…) para mim também não funciona, torna-se excessivo…na minha opinião pessoa.
    O exemplo que dá neste post desagrada-me completamente mas funcionou para o cliente, ou seja, cumpriu o seu objetivo principal.

  9. Raquel Alves

    Que horror Angela!!! Não queria uma sala destas nem que me pagassem…
    E para mim viva o branco (nos móveis e nas portas, etc é essencial) e o preto (em menos quantidade mas em alguns pontos com mais personalidade) e muito cinza…

Deixe uma resposta

Posts Destacados

O escritório da nossa A!

Meus queridos boa tarde, como estão todos? Espero que estejam a gostar deste nosso último projecto, do qual faz parte este escritório. O escritório da A. foi, digamos assim, uma “colaboração” entre peças criadas e produzidas por nós, para esta divisão específica e outras que a nossa A. já tinha,

O hall da nossa A.

Boa tarde meus queridos, o hall/corredor deste nosso último projeto, mereceu atenção redobrada. Quisemos mitigar o comprimento deste espaço, por isso em vez de uma consola ou aparador no centro deste espaço, propusemos 2 aparadores…

O quarto da nossa A.

Meus queridos bom dia, hoje trago-vos as fotos do quarto deste nosso último projeto. Espero que gostem! Boa semana.

A sala da nossa A.

Meus queridos bom dia, hoje deixo-vos as fotos da sala deste nosso último projeto! Verde foi o tom eleito pela nossa cliente e como tenho vindo a dizer ao longo destes anos, é o meu tom vibrante favorito!