À primeira vista…

Bom dia minha gente, está cá tudo??? Já tudo regressou deste mini-break? E divertiram-se? Que bom, fico feliz. Por aqui tudo um pouquinho mais calmo, o meu pai está aos poucos a recuperar, e a minha tranquilidade e sanidade aos poucos assentam também, Graças a Deus porque tenho tanta coisa atrasada para fazer. A começar por este blog, vamos ver se consigo voltar aos posts diários, sim? 
Pois para começar esta semana trago-vos uma casa, que à primeira vista pode até parecer-vos muito cheia, muito carregada e se calhar até é!!! Mas se nos demorarmos um pouco mais na observação, percebemos que é carregada sim, mas de coisas boas, tão boas. Como sabem ando encantada com ambientes que recuperaram materiais naturais, e que os combinam com elementos mais modernos e a casa que vos trago hoje tem muito disso, é clássica sim Senhor, mas depois espreitam elementos mais modernaços com eu gosto! Há muito para ver, é uma decoração cheia de detalhes por isso hoje vão precisar de um pouquinho mais de tempo para observarem tudo, combinado? ‘Bora espreitar?
Na sala: adoro o uso de sisal nas janelas, os cestos de verga espalhados pelo chão e pelos móveis, as cadeiras chippendale em bambu, os arranjos de flores por todo o lado, o azul e branco das peças de porcelana, a profusão de corais, os candeeiros mais modernos. Para mim é discutível a escolha do tecido de cortinados e sofás,  acho que gostaria de ver um tapete de sisal no chão, e vocês?

No quarto: Não me assusta que o decorador tenha pintado o quarto de preto é o detalhe moderno, para receber depois os elementos mais naturais em cru, areia. Dispensava claro o tecido floral na cama e dos cortinados, mas gosto de tudo o resto, sobretudo da consola junto à janela cheia de verde, de molduras de corais, acho uma delícia, e vocês?

Nesta segunda sala: dispensava o sangue de boi, mas antes sangue de boi com azul, que sangue de boi com preto!!! E este “blue china”, presente na escolha de tecidos, na porcelana, na arte, confere quanto a mim classe a esta cor tão sensorialmente carregada. Mais uma vez adoro o detalhe do tapete numa fibra natural, o bambu da cadeira na secretária, a iluminação em dourado e as plantas por todo o lado!


Neste segundo quarto dispensava o tecido floral, de resto igual ao segundo quarto, mas acho idílico colocar a cama mesmo junto às janelas, gosto das carapaças das tartarugas alinhadas na parede e mais uma vez da exuberância do verde das plantas.
Eu sei, que para muitos esta casa está cheia de mais e se calhar até está. Mas não é nisso que gostav que se focassem. Há muita coisa para aprender aqui, desde a decoração por cima dos móveis, a transição de tons de umas divisões para as outras sem que se perca a coerência, o uso de mobiliário clássico, lindo por sinal, com elementos mais modernos. Todos estes detalhes fazem desta casa uma lição para ser estudada com atenção, com muita atenção, porque quem gosta verdadeiramente de decoração, não gosta só de um estilo, ou só de uma cor, colhe inspiração e ensinamento da variedade e da multiplicidade de estilos que existem,e que fazem da casa o santuário e o refúgio pessoal de cada um, não acham?
Beijo malta até amanhã!

Se gostou partilhe com os seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

This Post Has 3 Comments

  1. Anónimo

    Olá Angela

    Desde já, felicita-la pelo muito bom gosto.
    Uma questão: Os colchões de alguns quartos que mostr, são muito altos o que confere elegância á cama. Qual é o segredo desses colchões (é apenas 1 ou são mais sobrepostsos)
    Obrigada pela sua atenção
    Cps EGS

  2. Anónimo

    Olá Ângela!
    Estou um bocadinho confundida, perdida…
    Isto parece-me um antes e depois:
    – a estrutura da(s) sala(s) e do(s) quarto(s) é a mesma;
    – a disposição das lareiras, janelas, portas, etc também;
    – além disso, as peças de mobiliário e decoração repetem-se nas divisões (sofá, mesa de centro da sala, cómoda do quarto, cama e estrutura de dossel, cadeira branca de metal, quadros e fotografia gigante à beira-mar, etc), embora algumas tenham sofrido uma reciclagem (ex: mesa de escritório pintada de branco, cadeirões estofados em branco).
    Não lhe parece?

  3. Ana Ferreira

    Concordo contigo Ângela. Existem escolhas que nunca faria como o padrão floral no quarto ou as "cortinas" da mesa-consola com tachas. Mas por outro lado, tem tantos mas tantos pormenores e conjugações que não sendo óbvias marcam o décor elegante e distinto.

Deixe uma resposta

Posts Destacados

Ultimamente #1 – Consolas de Mármore.

Meus queridos bom dia, hoje dou início a uma nova rubrica aqui no blog a que vou chamar “ultimamente”. Nesta nova rubrica vou mostrar-vos o que me tem capturado o olhar e ao mesmo tempo o coração, neste mundo da decoração de interiores! E o primeiro ultimamente vai direitinho para consolas de mármore!!!!

Vivam os Antes e Depois. Vivam!!! Beleza Calma.

Meus queridos bom dia, mal coloquei os olhos nesta casa, larguei um longo suspiro e pensei que ” beleza calma”! Como sabem adoro casas branquinhas, cheias de luz, texturas e paz!!! Que coisa bonita, sobretudo quando comparamos o antes e o depois. Na verdade meus queridos aproveitaram-se os ossos, mudaram-se janelas e soalho para um carvalho clarinho mas de resto, é branco e mais branco, no teto nas paredes em toda a decoração.

Salas de Jantar que eu adoro!

Meus queridos bom dia, como estão todos? Já sei, já sei, alguns de férias, outros já voltaram, outros ainda vão… mas e este Verão, que