A textura em vez de padrão!

Meus queridos bom dia como estão? Saudadinhas da vossa amiga?  Ah eu também, eu também! Vamos lá pegar no blog em força, prometam-me que regressam comigo, pode ser? Já sei, já sei que agora estão sentidos comigo e que agora não basta eu estalar os dedos e vem tudo a correr, mas então é só para avisar que a vida volta ao seu curso, para mim normal, escrever para vocês, à espera dos vos inspirar e inspirar a vossa casa!

Ora como sabem, o padrão já teve melhor dias! Padrões muito marcantes, deram agora lugar ao uso e abuso de texturas e que bom que isso é! São confortáveis, sensoriais e intemporais! Já abordamos aqui no blog várias vezes esta matéria, por isso hoje trago-vos papeis de parede, que não vos custam o baço, para terem este conforto em casa. Ora espreitem comigo…

Não meus queridos, o papel de parede não se foi embora, mudou de direcção! Está presente de forma mais subtil, é certo, mas continua a ser uma das formas mais económicas, para alterarem as paredes, o conforto, a estética da vossa casa! Digam lá se estas divisões não têm um ar diferente, por causa do papel de parede, têm pois ! Vale a pena demorarem-se na escolha de um papel, se querem de facto mudar o ar de uma das divisões aí de casa. É que um papel combinado com as texturas de tecidos, fazem da vossa casa um refúgio de onde não apetece sair mais. Temos tanta coisa aqui na loja para vos propor, porque a casa é o cenário das nossas vidas, ainda que este ano, estejamos todos um bocadinho fartos dela, mas tenho a certeza, que gratos por ela!

Beijos e abraços meu povo até amanhã!

Se gostou partilhe com os seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

This Post Has 2 Comments

  1. Querida Ângela,
    Espero que esteja tudo bem consigo e com a restante família!!!
    O papel de parede é algo que adoro na decoração… Obrigada pela Partilha!
    Beijinhos do Algarve
    🙂

Deixe uma resposta

Posts Destacados

Há papel de parede novo, no pedaço!

Meus queridos bom dia, pois é há papeis novos no pedaço! Sim já sei, vocês podem estar um pouquinho cansados de papeis de parede, mas a vossa amiga só vos traz coisas bonitas, nada de coisas berrantes, demasiado elaboradas, só textura e um bocadinho de padrão!

Não é que estou balançada!!!

Ora bem como todos sabem, não deve haver ninguém que goste tanto e aconselhe tanto cozinhas brancas como eu! Quando há 11 anos atrás idealizei a minha cozinha, da qual gosto muito até hoje, foi de branco que a vesti. Móveis brancos , lacados a alto brilho, bancada em pedra branca sillestone e detalhes de decoração em preto. Passamos muitooooooooo tempo na cozinha, pelo que aconselho sempre que a mesma seja em tons neutros. Mas vocês perguntam-me “Oh Angelita, se fosse hoje voltarias a fazer a tua cozinha em branco?”

Projeto Novo – Projeto de amigos!

Ora bem, vocês sabem que a nossa actividade é a decoração de interiores, mas eu adoro TUDO, o que se prenda com casas, arquitectura, materiais de construção, paisagismo, tudo! E procuro sempre desafios novos, porque isso me alimenta e motiva

Caso de Estudo: O open space da J.!

Ora antes do Natal, um bom bocado antes, a J. contactou-me para a ajudar na decoração da casa nova, que lhe oferecia algumas dúvidas, mais concretamente no que diz respeito ao layout da sala. Ora a sala da J. é um grande open space, que engloba, hall, sala de estar e cozinha. Até aqui tudo bem! Mas o grande problema da J. prendia-se com o facto de não existir muito espaço para uma zona de refeições, dizia ela e nas palavras da própria “fica tudo muito apertado”.