Quais são os vossos medos #2?…What are you affraid of #2?

Olá bom dia a todos, como estão? Queria muito que tivessem comentado o post anterior, mas….parece que está tudo de férias, à exceção da minha caríssima Maria José Turrion, que me deixou o seguinte comentário:

“Boa Noite Angela, concordo com as sugestões apenas tenho algo a dizer, por norma quando vemos o trabalho de um decorador vemos o “produto” já pronto com tudo novo e do zero, mas quando as casa estão cheias que objectos com valor e história para os proprietários e que não sabem o que fazer com eles, e definitivamente livrarmos-nos deles não é solução como fazer, será que o decorador consegue dar a “volta” ?um grande bj “
 
Vou tentar sumarizar isto num medo:
 
 – É verdade que quando chamamos um decorador, ele retira tudo o que temos em casa, porque nada presta?
 
 
Minha cara Maria José, não posso responder por nenhum outro decorador, mas não sabe as voltas que dou, para tentar aproveitar ao máximo o espólio pessoal dos meus clientes. Parece-me de muito mau gosto, entrar em casa de uma pessoa e dizer “Nada, não se aproveita nada, é tudo fora, está tudo out!” Nunca consegui fazer isso, tenho respeito pelo afeto, pelo investimento de uma vida. Tento reciclar mobílias, reestofar sofás existentes, aproveitar as peças existentes às vezes até noutras divisões,  com outro propósito que aquele, para que estava destinada, integrando-as na nova decoração. Ou então repensar, refinar ou harmonizar o estilo existente, aproveitando tudo, mas essa tem que ser uma opção amplamente comunicada ao decorador, e o cliente deve ter também a noção de que a diferença do resultado final, não é dramática, mas sim mais subtil.
 
 
Mas deixem-me, dizer uma palavra  ao trabalho do decorador, que também não é nada fácil! Os clientes geram expetativas acerca de determinado profissional, esse é o motivo pelo qual o contrataram em primeiro lugar. Não é fácil encontrar o caminho entre a necessidade de frontalidade de um decorador ao entrar em determinado espaço, e aquilo que o cliente está preparado para ouvir. É que para corresponder às expectativas geradas pelos clientes, e o cliente sentir que fez bem em contrata-lo, tem que existir da parte do mesmo, disponibilidade mental e emocional, para perceber as mudanças que têm de ser feitas, para se atingir determinado resultado. E isso nem sempre é assim. É que um decorador, não é um mágico, não se podem exigir milagres, quando a estrutura existente, ainda que de estima para o cliente, é pobre! O resultado final fica comprometido, o cliente insatisfeito e frustrado, e o decorador não atingiu as expetativas geradas.
Ora aí têm as duas versões, a do cliente e a do decorador. Aproveitar, reciclar com certeza! Mas a partir de que momento, podemos ser honestos com o cliente, e dizer-lhe que apesar da estima que dedica a uma qualquer peça, a peça não resulta, na decoração? Se calhar valia a pena pensar nisto…
Um beijinho e até amanhã.

Se gostou partilhe com os seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

This Post Has 2 Comments

  1. Minha Cara Ângela,
    Concordo e subscrevo a sua fabulosa descrição/explicação.
    E pouco mais acrescento revelando somente que, também conheço quem pense que mudando de sitio ou retirando determinados objectos podem obter uma "nova" decoração.
    E eu costumo dizer para mim mesma que: mesmo com muita boa vontade minha, não é possível fazer-se omeletes sem ovos!"
    Um verdadeiro Re-Styling é mais do que isso!
    Um Beijinho muito grande!

  2. Querida Ângela, agradeço desde já a sua amável resposta e também com o comentário da Silvia, e posso e quero concordar com ambas mas passo a expor uma situação particular,-um marido que sempre adorou comprar em leilões de antiguidades e que temos a casa cheia de tudo o que pode imaginar desde loiças lindas até moveis… alguns não tão bonitos…bom, mas passando á frente, como adoro renovar e/ou aliviar com têxteis para dar outra graça vá de o motivar para isso mas empanco sempre no velho lema – isto foi caríssimo deves estar doida em quereres mexer nisso, portanto só tenho uma opção – esgana-lo, ou deitar fogo aos moveis! o que não é muito aceitável!
    Mas que estou fortemente motivada a contratar uma decoradora, juro que estou, porque se não, vou envenenar o meu marido de vez!!Estou a brincar!!um grande bj

Deixe uma resposta

Posts Destacados

Ultimamente #1 – Consolas de Mármore.

Meus queridos bom dia, hoje dou início a uma nova rubrica aqui no blog a que vou chamar “ultimamente”. Nesta nova rubrica vou mostrar-vos o que me tem capturado o olhar e ao mesmo tempo o coração, neste mundo da decoração de interiores! E o primeiro ultimamente vai direitinho para consolas de mármore!!!!

Vivam os Antes e Depois. Vivam!!! Beleza Calma.

Meus queridos bom dia, mal coloquei os olhos nesta casa, larguei um longo suspiro e pensei que ” beleza calma”! Como sabem adoro casas branquinhas, cheias de luz, texturas e paz!!! Que coisa bonita, sobretudo quando comparamos o antes e o depois. Na verdade meus queridos aproveitaram-se os ossos, mudaram-se janelas e soalho para um carvalho clarinho mas de resto, é branco e mais branco, no teto nas paredes em toda a decoração.

Salas de Jantar que eu adoro!

Meus queridos bom dia, como estão todos? Já sei, já sei, alguns de férias, outros já voltaram, outros ainda vão… mas e este Verão, que