Vão decorar? Saibam em que poupar e no que investir!

Meus queridos bom dia, como é foi tudo para banhos? Não? Otimo, ainda ficou muita gente certo? Então hoje, para os que foram e para os que ficaram, trago algumas ideias, para quem agora começa a decorar uma casa, saber onde deve fazer fazer investimento e onde pode fazer poupança! Basicamente a ideia é investirem nas peças que têm mais peso na estrutura decorativa e poupança em elementos cujo o peso é menos evidente. Ora comecemos pelos elementos em que vocês devem abrir os cordões à bolsa…

Um sofá de linhas direitas num tom neutro.

Há uns anos atrás fiz um post em que explicava que a compra mais importante de uma casa é o sofá! E reafirmo! E enfatizo! É à volta do sofá, no sofá, que se estabelecem laços de família, mas também todo o core decorativo. O sofá é o centro da sala, a sala é a divisão da casa onde se passa mais tempo. Por isso atentem nestas regras: bem dimensionado, linhas direitas, cor neutra, conforto e qualidade. Se virem um assim, invistam, nada temam.

Moveis Tv - área Tv.

Logo a seguir ao sofá, a convergência de olhares recai para a zona de Tv. Fazer da vossa sala uma área memorável, requer na minha ótica pensar numa solução feita à medida. Não gosto mesmo nada de ver paredes imensas que alojam televisões com um sideboard de 1.20m. Não se cria uma zona especial, confortável, convidativa. A zona de Tv requer soluções decorativas especiais, a sala será tão mais única, quanto mais pensada for esta zona.

Aparador de Jantar

Pergunta: para onde correm os vossos olhos, quando chegados a uma sala de jantar? Correto, para a zona de aparador! Sim essa é a zona mais importante de uma sala de jantar. Por isso devem ser criteriosos, no estilo e nas dimensões. Vale a pena investir num aparador que vos traga arrumação e equilíbrio estético e aloje um quadro bonito ou um espelho, candeeiros fantásticos...enfim vocês estão a ver.

Investir numas mesas de cabeceira.

Meus queridos, hoje o mercado já oferece várias soluções para camas, colchoes, cabeceiras estofadas, mas não conseguiu ainda uma oferta satisfatória, pelo menos na minha otica, de mesas de cabeceira. São todas pequeníssimas, muito estilizadas, acrescentam muito pouco à atmosfera de um quarto por isso vale a pena investir em 2 belas mesas de cabeceira, que se destaquem, acrescentando interesse visual ao quarto.

Seguem-se agora elementos, que não vos exigem um grande investimento, porque a oferta e o mercado já tem opções muito interessantes, mas também porque o seu contributo decorativo, tem menos peso e destaque na estrutura.

Poupar na mesa de jantar...

Malta se eu hoje, estivesse a decorar uma casa, tentaria poupar na mesa de jantar. Isto porque o mercado oferece já soluções bem giras, com dimensões standardizadas que resolvem de forma eficaz, uma zona de jantar. Porque o peso decorativo das mesmas não é primordial e porque, convenhamos que são as cadeiras de jantar que seleccionam que têm um maior destaque nesta divisão!

Poupar nas cadeiras de jantar...

Felizmente meus caros tanto a democratização das salas de jantar, onde agora convivem cadeiras de vários estilos numa só mesa, como a democratização dos preços das mesmas, graças à ampla oferta existente no mercado, é possível comprar cadeiras giras e acessíveis, capazes de decorarem e bem qualquer sala de jantar. Podem se quiserem investir em duas e coloca-las à cabeceira da mesa, dando assim um ar distinto a determinado conjunto. Felizmente estamos longe dos dias, em que aquela mesa fazia conjunto com aquelas cadeiras, abrindo assim novas hipóteses para esta divisão!

Poupar na mesa de centro...

Mais uma vez, se há coisa que o mercado oferece são mesas de centro e de apoio, de vários tamanhos e vários estilos. Se uma só não chega em termos dimensões, é pensar em 2 e fazer um conjunto mais inesperado. Podem em vez de uma mesa, pensar numa otomona, em dois poufs, num banco corrido, sendo uma peça de mobiliário acessória, podemos destaca-la, usando diferentes materiais, cor, estilo. E como é uma peça transitória, pode ser substituída mais amiúde e isso de certo não vos vai levar à falência.

Poupar nos tapetes...

Meus queridos, longe vai o tempo em que os tapetes em que os tapetes eram uma fortuna. Felizmente há hoje em dia uma oferta tão vasta, quer em termos de estilo, quer em dimensões, que com poucos € se compram verdadeiras preciosidades. Permitam-me que puxe um pouco a brasa à minha sardinha, cá na loja temos uma ampla gama de tapetes, cujo o preço não é nada salgado, são super práticos e para lá de giros, digo eu!

Ora aí têm meus queridos, ideias para vos guiar na decoração da vossa casa. O orçamento perfeito é o que consegue conciliar peças que pelo seu peso decorativo merecem o investimento e outras que sendo mais económicas, o equilibram e o mantêm em parâmetros razoáveis! 

Um grande beijinho, espero que tenham gostado das ideias, eu volto amanhã. 

Se gostou partilhe com os seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

Posts Destacados

Terça com casa linda!

Meus queridos bom dia, hoje é Terça, dia de casa gira para ver! Com os meus tons de eleição, com materiais que neste momento eu também elegeria para a minha própria casa e uma atmosfera que vocês sabem que me encanta, luz, leveza, conforto, serenidade e ah…muito importante: CORTINADOS!

Vivam os Antes e Depois! Vivam!!!

Bom dia meu povo! Cumé? Estamos bem? Não?!? Ora bolas, não quero ouvir nada disso aqui no blog! Por isso, para arrebitar a manhã e a semana, sai um Antes e Depois, bem fresquinho, porque toda a gente gosta de um antes e depois certo? E eu sei que a grande generalidade das pessoas anseia mudar a sua cozinha, estou certa né? Mas como é uma obra cara, suja, difícil, são poucos os que podem arregaçar as mangas e fazê-la. É pena, devia sair uma lei de apoio à modificação de cozinhas e um fundo especial também, é que passamos muitas horas das nossas vidas, lá enfiados dentro, ao menos que gostássemos!

O que eu queria fazer em casa!

E durante este tempo isso também aconteceu, pinturas, pó, limpezas e todo o mais que acompanham uma obra interior. Mas cá estamos sobrevivemos e ver a casa toda pintadinha e arranjadinha, dá-me vontade de mexer nisto tudo!